Funcionários de namoro

Pelo contrário, a maioria afirma ser contra namoro/ casamento entre funcionários, isto não significar que seja proibido, mas seria melhor evitar. Se, por mais que você tente e se esforce você não resistir aos encantos de seu colega de trabalho e o romance for inevitável, é melhor se atentar para realmente ser algo sério. A Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) comunicou a todos os funcionários da Cinemateca Brasileira o encerramento dos contratos de trabalho. Os funcionários foram comunicados da decisão na quarta-feira, 12. 'No último dia 7, em que O poder de direção tem limites. A lei concede ao empregador o direito de dirigir e estabelecer regras no ambiente de trabalho – é o chamado poder diretivo, previsto no art. 2º da CLT.. É na prática, contudo, que surgem as dúvidas sobre quais os limites desse poder concedido ao empregador. Muitas mulheres podem não saber inglês, e os funcionários da agência de namoro podem ser de ajuda na tradução de conversas e cartas e pelo Skype ; Muitas mulheres solteiras não se arriscam a publicar os seus dados pessoais na rede global. Muitas mulheres bonitas não se resolvem publicar as suas fotos e seus dados pessoais, porque a rede ... Relacionamento com Homens Solteiros em Funcionários, João Pessoa - Paraíba, bate papo, namoro virtual ou real, encontre seu par perfeito em nosso site de relacionamento grátis para Funcionários.Fotos de Homens Solteiros Funcionários, contato, whatsapp e números de homens solteiros de Funcionários.. Escolha abaixo um homem solteiro em Funcionários, que mais te interessar: Relacionamento com Mulheres Solteiras em Funcionários, João Pessoa - Paraíba, bate papo, namoro virtual ou real, encontre seu par perfeito em nosso site de relacionamento grátis para Funcionários.Fotos de mulheres solteiras Funcionários, contato, whatsapp e números de mulheres solteiras de Funcionários.. Escolha abaixo uma mulher solteira em Funcionários, que mais te interessar: O namoro entre funcionários não pode ser proibido pelas empresas, de acordo com advogados trabalhistas. Entretanto, beijos, abraços, demonstrações de carinhos mais explícitas ou relação sexual são proibidas durante o expediente – se um casal for flagrado pode ser demitido por justa causa. À medida que o uso das mídias sociais aumentou, aumentou a taxa de crimes, bullying, assédio, abuso sexual e exploração dos direitos das crianças. Os pais que não conhecem a tecnologia ignoram essas preocupações, pois não sabem o que realmente são esses aplicativos de namoro nas redes sociais. Para Coralli Rios, diretora jurídica da Adecco, empresa de recrutamento, a melhor opção é não proibir o namoro entre funcionários. “O ideal é estabelecer limites através de políticas internas, bem como informar o empregado sobre a conduta e passos a serem tomados nesses casos, como comunicar ao gestor e ao RH o relacionamento.” Seja bem vindo ao 1º site de namoro online para funcionários Públicos, cargos de confiança e pensionistas. Aqui você encontrará com amigos ou companheiro que vive neste mesmo mundo. Federal, estadual, municipal, distrital ...

Há uma semana eu disse que passei por conflitos com minha mãe, eu decidi me mudar de casa, esta é a segunda parte do meu desabafo

2020.06.29 03:46 richardtrle Há uma semana eu disse que passei por conflitos com minha mãe, eu decidi me mudar de casa, esta é a segunda parte do meu desabafo

Pra quem não viu meu post anterior, segue o link abaixo:
https://www.reddit.com/brasil/comments/helm42/minha_m%C3%A3e_disse_pra_mim_n%C3%A3o_assisto_a_globo_eles/
Mas basicamente eu vinha me envolvendo em uma série de conflitos com minha mãe. Que culminou em uma quebra de imagem por minha parte que tinha dela. Eu admirava minha mãe, achava que ela era uma forma de virgem Maria, que tinha me colocado no mundo pra ser seu Messias e pagar pelos seus pecados.
Essa imagem que tinha dela se quebrou, e achei isso tão ruim, por que eu tive essa mesma sensação com meu pai em 2003, ano em que meus pais se separaram devido a uma traição ridícula que foi perpetrada por meu pai. Eu achava que meu pai era meu super herói, mas descobri que havia um histórico de traições e que inclusive minha mãe havia contraído infecções sexualmente transmissíveis por conta disso, marca que carrega consigo até os dias de hoje.
Tínhamos uma ótima relação, ela era minha confidente, me apoiou (mesmo que com ressalvas) quando me assumi bissexual, disse que respeitava. Inclusive lutava contra a família por conta de dizeres preconceituosos e piadinhas em torno do assunto "meu nome". Era minha parceira de filmes e séries, fazíamos pipoca, avaliávamos o filme e depois íamos dormir. Era até terapêutico para ela, ela sofre de insônia e apneia do sono, então assistir algo era quase que sonífero para ela. Porém, por conta de politicagem, cegueira e teimosia de encarar os fatos, a verdade, tudo isso se desfez.
Inenarravelmente estamos em uma pandemia que atingiu nossa era. Centenas, posso até dizer que milhares de famílias estão sendo desfeitas, vidas estão sendo ceifadas em proporções jamais vistas na era moderna. O nosso país está no protagonismo mundial, e de uma péssima maneira. Isso mostra que o povo brasileiro está completamente desunido e até mesmo destruído por conta de crenças. Crendice barata de esquerda vs direita, de desafiar a luz que a ciência provê, de uma "eterna" luta contra o comunismo e de endeusamento de políticos. Enquanto os políticos apenas enriquecem a troco dos impostos, pagos por nós cidadãos. Deveríamos cobrar deles, eles são nossos funcionários, mas brasileiro é um povo atrasado em vários aspectos, políticos é apenas um deles.
Enfim, eu fiquei essa semana passada inteira sentindo um enorme vazio, foi uma ruptura do meu ser. Eu não sabia quem eu era, eu não sabia o que estava sentido, eu sequer consegui olhar pra ela, minha mãe, com os mesmo olhos. Eu amo minha mãe, eu continuarei amando, mas aquela mulher que habitava o mesmo lar que eu foi corroída por esse revisionismo histórico, essa onda de notícias falsas e correntes de whatsapp, não é a mesma mulher que me criou.
Porventura um amigo meu me disse no Domingo, dia 21 que estava pagando aluguel e que seu senhorio não estava fazendo qualquer abono no valor, inclusive por 4 meses. Ele falou que pensava em devolver o imóvel, mas ao mesmo tempo não tinha como, pois todas as suas roupas, móveis e utensílios domésticos estavam neste imóvel. Ele foi pra sua cidade natal, e lá ficou preso por conta da pandemia.
Foi tempo o suficiente pra eu maturar a ideia de que ele poderia me sublocar o imóvel, eu arcaria com parte das despesas, assim ficava bom pra ele e pra mim. Ele topou na hora, o grande problema foi que não avisei pra ninguém, nem com quem eu namoro. O segundo choque também foi, eu fiz tudo de um dia pra o outro. Foi uma espécie de mudança relâmpago, acionei um tio meu que estava quarentenado, falei a situação, ele topou. Trouxe poucas coisas, meu rig, uma cadeira, travesseiro e poucas peças de roupa. Afinal ficarei boa parte do tempo também em quarentena.
Resultado, me mudei de cidade. Foi um risco que passei, foi, mas eu julgo que valeu a pena. Não só pelo fator mãe, minha cidade está um escárnio. Sexta-feira o centro da cidade estava lotado, nem parecia que existia preocupação de que mais de 55 mil pessoas haviam morrido. Parece que as pessoas estavam nem ai que no período de apenas uma semana quase 300 mil novos casos foram registrados. Tinha muita gente na rua, gente inclusive sem máscara. Então eu juntei isso todo e me mudei.
Sabe o que é engraçado, eu me mudei pra me isolar... ha ha ha
Bem é isso, agradeço a todos que postaram anteriormente e aqui segue o desfecho dessa parte em minha vida. Fica aqui meu relato e meus sentimentos.
submitted by richardtrle to brasil [link] [comments]


2020.06.02 06:45 ValBSJr Em meio a tanto caos, algo diferente.

Vi tantas pessoas falando aqui que não estão sendo produtivas, não estão contentes com o rumo que a vida tomou....em fim...tenho duas coisas a dizer
1- A culpa de vc chegar onde chegou é sua sim.
2- Ainda dá tempo de mudar.
Sempre fui um procrastinador de carteirinha, com tudo....trabalho...saúde...família...Então um dia de domingo depois de acordar com uma ressaca acumulada de 3 dias (que ressaca viu amigos) eu simplesmente vegetei o dia inteiro na cama...passei o restante do dia inteiro deitado olhando pro teto, não pensava em nada...não queria fazer nada. No dia seguinte, decidi que não queria mais aquilo em minha vida. Minha vida se resumia a matar aula da faculdade pra ir beber (meu curso era integral imagina o tempo que eu passava no bar) sair pra comer e ficar em casa online. Eu estava a 7 anos em uma faculdade, estagnado, obesidade grau 3 e o pior de todos em minha opinião era a solidão que era culpa minha msm, que me isolava das pessoas.
Então amigo agora falo da soluça milagrosa que chama-se: atitude. Acredite em mim, é o que faz toda a diferença. Muitas pessoas querem ajudar, mais isso não pode acontecer se vc não se ajudar primeiro. O que me dá perícia pra falar disso é minha própria experiência e mais nada. Primeiro larguei a faculdade e vario maus hábitos. Em seguida arrumei um emprego. Demorou bastante a acostumar com a vida de adulto mais consegui. Trabalhando duro pra melhorar o salário não me sobrava muito tempo pra sair pra beber, então meu lazer se resumia a comer e jogar nos finais de semana. Com o tempo comecei a participar mais das reuniões de família e foi ótimo pois foi bem na época que a empresa a qual eu trabalhava me deu a oportunidade de estudar novamente. E eu aproveitei...só que dessa vez com mais maturidade.
Então nessa época minha vida estava da seguinte forma: trabalhava 44hrs por semana, de segunda a sábado, e cursava contabilidade no período noturno. Nós finais de semana passava tempo com a família. Estando na posição de aluno que trabalha vc enxerga tudo de outro jeito, descobre que é mais barato prestar atenção na aula pra não ter que assistir vídeo aula em casa até porque eu não tinha tempo pra isso...descobre tbm que quando se trabalha os happy hours depois da aula custam mais caro pra vc que pra os colegas que acordam 10hrs da manhã e pode escolher se toma café ou espera o almoço. Ate aqui tinha saído de universitário, fodido para pagador de funcionário, bolsista da empresa e pagador de impostos....bom né? Ao me aproximar da família novamente tbm ajudo na solidão...só que não em tudo. Aí vem outra grande mudança.
Conheci a pessoa que foi a razão de eu querer crescer mais ainda...minha noiva. Conheci ela através de amigo da faculdade uma das poucas vezes que participei das reuniões depois da aula. Eu achava que minha vida era complicada...mais a dela... um resumo...ela tinha perdido a mãe a poucos meses, era brigada como resto da família, era bolsista do fies e desempregada. Quanto mais eu conhecia ela mais eu queria crescer, pra dar tudo que ela precisava...amor...carinho...apoio...amizade...conselhos....tudo msm. E consegui, em pouquíssimo tempo nossa relação ficou íntima e sólida. E ao lado dela dei outro grande passo que foi sair de casa pra morar com ela...como dizia minha avó...juntei as escovas de dentes. Então...trabalhei por 3 anos até ter a oportunidade de estudar novamente. No meio da faculdade conheci minha noiva e após 1 de namoro resolvemos morar juntos. Ficou faltando eu cuidar da saúde né, então aqui vai como procedeu essa parte.
No último semestre de faculdade eu fazia alguns trabalhos externos para a empresa que me agregavam horas extras para concluir a graduação e em um desses trabalhos tive um desmaio repentino, estava sozinho e acordei caído ao chão sem ter a menor noção de como havia caído nem quanto tempo fiquei desacordado. No dia seguinte fui ao médico fazer exames...clínico geral...cardiologista, endrocrino...neuro....acabei descobrindo que tive um pré-infarto causado pelo sedentarismo e principalmente pelo sobrepeso. Eu tinha 30 anos, 1,74 e pesava 120kgs. Aí veio outra mudança...fui a nutricionista e me matriculei em uma academia...e aos poucos fui adquirindo hábitos mais saudáveis.
Hoje, aos 33 anos, peso 92kgs (talvez 95 desde que começou a 40tena) ainda trabalho 44 hrs por semana me exercito de 4 a 5 vezes por semana 2 vezes por dia. Tive muitas recaídas...furei dieta...passei muito tempo sem perder peso...engordei algumas vezes...mais tudo isso faz parte da experiencia.
Por isso que quando falei que a culpa é sua...eu enxerguei a minha culpa primeiro....e a vitória foi minha...claro, tiveram pessoas ao meu meu lada, mais eu que permiti elas estarem ali então a vitória ainda assim foi minha. E pode ser sua também, basta vc querer. Não comece a dieta na segunda, não deixe pra ler o livro antes de dormir ou quando for a algum lugar onde não tem internet. Comece a ser a melhor versão de você. Se eu consegui vc também consegue.
Ficou BEM longo...espero que tenham gostado.
submitted by ValBSJr to desabafos [link] [comments]


2020.04.27 22:47 shinytrash_92 Eu sou um peso na vida do meu marido

Ensaiei esse post por horas. Escrevi, apaguei, fui tomar banho, reescrevi, editei e não postei. Criei uma conta alternativa e reescrevi uma última vez para conseguir postar e não ser rastreada, pois o que estou prestes a falar é humilhante demais para sequer imaginar que alguém que eu conheça esteja lendo, principalmente meu marido. Mas, a verdade é que sou um peso na vida dele, e pior: covarde demais para me separar e deixar que ele prospere sozinho.
Contexto: estamos juntos há 14 anos, sendo 4 de casamento e 10 de namoro. Nos conhecemos super novos, ainda no cursinho. Eu era uma menina bonitinha, magrinha e pequena, com alguns hobbies e planos pela frente, mas, já fazendo tudo com uma certa dificuldade, principalmente por conta de um background com família e emocional bem instáveis. Ele era um cara super inteligente, já falava 3 línguas, tinha morado fora e vinha de uma família rica e equilibrada. Logo passou em medicina, numa faculdade pública, enquanto eu perdi mais uns anos no cursinho pra passar em um curso meio bosta numa particular.
Quero deixar claro que essas visões são minhas: Ele jamais me subestimou por ser mais rico, mais inteligente ou ter feito uma faculdade melhor que a minha. Eu que fui desenvolvendo esse olhar conforme fui percebendo que, enquanto eu sofria para estudar e precisava de ajuda dele com trabalhos e exercícios, ele ia fazendo a faculdade dele e a minha também, por tabela. Não estou exagerando: ele desistiu de matérias para me ajudar com o meu curso. Virou noites fazendo exercícios e estudando comigo. Quando casamos e veio a residência, onde mal conseguíamos nos ver, me afundei em uma depressão profunda. A casa estava sempre uma zona, pois eu não conseguia cumprir com as tarefas domésticas (que eram minha responsabilidade, uma vez que ele tinha me ajudado com a faculdade e agora precisava de ajuda para terminar a dele). Não sei explicar, não tenho energia. Não é como se eu passasse o dia fazendo outras coisas, eu passava o dia na cama olhando pro teto. Nem séries eu tinha vontade de ver. De quebra Engordei 40kg e tive muita dificuldade com o meu TCC. Sinto que ele vem me carregando desde então.
Se antes eu sentia que não bastava por ser esse saco de lixo burro e inútil, agora eu também estou gorda e horrorosa. Nem esse, que era o papel mais basal de uma esposa - o de ser bonita - eu consigo mais cumprir. Nossa vida sexual também foi embora - e não por culpa dele, mas, por culpa minha! Ele insistia para fazermos amor, mas, eu tinha vergonha demais do meu corpo e fui recusando, até ele parar de pedir. Esse ano, se transamos 3x foi muito.
Obviamente que não é só isso. Para o pacote ser bem completo, além de burra, inútil e gorda, eu também sou uma pessoa difícil de lidar. Briguei e cortei relações com muita gente próxima dele. Vários amigos dele não gostam de mim, o irmão dele me odeia, as tias dele também. Sei que os pais dele são corteses, mas que também prefeririam que ele estivesse solteiro. Eu tenho surtos de raiva, provavelmente relacionados com o meu background familiar, e sempre acabo com as minhas relações pessoais. Ele é praticamente a única pessoa que restou. Mesmo minha amiga mais próxima, a única que conservei da faculdade, sinto que só gosta de mim por que quer estar próxima dele também.
A gota d'água foi recentemente ter sido mandada embora da empresa em que eu trabalhava, que, por conta do COVID decidiu só manter os funcionários essenciais. Obviamente que eu não sou essencial e fui afastada. Agora, além de gorda, inútil e burra, também sou financeiramente dependente dele. Nem o salário terrivelmente baixo que eu recebia eu tenho mais para ajudar com as despesas (que eu mesma gero).
Ele, sempre paciente, diz que está tudo bem. Diz que segura as pontas, para eu aproveitar esse tempo e procurar um curso online e me relançar no mercado quando a quarentena acabar. Ele banca. E essas palavras me cortam por dentro, porque com que cara eu vou falar pra ele que não tem absolutamente nada que eu queira fazer? Que quando eu acordo de manhã, o simples pensamento de levantar da cama me faz querer morrer? Que o ponto alto do meu dia é quando eu vou dormir e passar horas desacordada??? Eu não tenho mais energia, minha cabeça dói o tempo todo, preciso fazer pausas enquanto faço as tarefas domésticas ou não consigo continuar. Não posso falar nada disso pra ele pois ele já perdeu tempo demais lidando com a minha bullshit no passado e tem uma fucking pandemia acontecendo no país, que é muito mais urgente.
Eu só queria poder retribuir um milésimo de tudo o que ele fez por mim. Eu só queria não ser um peso na vida do homem que eu amo.
Eu vejo essas esposas modelo e me sinto tão absolutamente aquém. Eu só queria conseguir fazer coisas simples, sabe? Basicas. Não precisa ser nada de grandioso no começo. Pintar minhas unhas, por exemplo, essas mulheres sempre tem unhas tão compridas e bonitas... Mas, nem isso eu consigo fazer. As minhas são roídas e horrorosas.
Queria poder receber ele em casa com um jantar balanceado e saudável todos os dias. Mas, não consigo manter minha dieta nem por 2 dias consecutivos.
Queria manter a rotina de limpeza da casa, passar roupa, cuidar dele como ele sempre cuidou de mim. Mas não consigo manter, me desinteresso, passo um dia na cama e os outros já estão perdidos depois.
O fato é que estou cansada de tentar e fracassar toda vez. Devo ter algum problema psicológico ou um retardo mental que me impede de fazer melhor.
Eu já pensei diversas vezes em deixá-lo, porque, certamente ele conseguirá me substituir por alguém melhor, mais atenciosa, mais presente. Alguém que não seja um atraso. Sei inclusive de mulheres do hospital em que ele trabalha dando em cima dele. Eu fico brava e com ciúmes, mas, ao mesmo tempo sou tão insuficiente que penso: será melhor não deixar acontecer?
Mas, a verdade é que sem ele eu perderia a única coisa que fiz certo na minha vida. Eu nem teria pra onde ir pois não tenho família nem dinheiro. Estaria literalmente na rua. Que patético, né? Em pleno século 21, depois de tantos direitos conquistados por mulheres que vieram antes de mim, meu maior feito na vida foi ter casado com um homem bom... E não merecê-lo. Não consegui conquistar nada por mim mesma.
Se eu tivesse vergonha na cara daria um fim nessa vida miserável e parava de ser um peso morto (rsrs sacaram? é pq eu sou gorda também)
submitted by shinytrash_92 to desabafos [link] [comments]


2019.07.22 03:53 loveforwho O problema dos relacionamentos

Estou solteira há quase um ano. Entre alguns relacionamentos que não duraram muito, tenho refletido muito sobre os problemas dos relacionamentos modernos.
Eu sinto que atingi o pico da socialização na faculdade (que eu terminei há anos atrás) e tem sido difícil conhecer gente nova. Os rapazes de balada não querem relacionamento sério. Nunca dei muita sorte nos aplicativos. A empresa onde trabalho tem uma política de "proibir" relacionamentos entre funcionários, e de qualquer forma a maioria das pessoas de meu convívio lá são compromissadas. Ser apresentada por amigos? Poderia funcionar, mas a maioria das minhas amigas são casadas cheias de amigos de casal e meus amigos são todos gays com amigos também gays. Ou seja... Me resta esperar conhecer alguém de forma totalmente inesperada e aleatória como em uma comédia romântica.
Outro problema é que a maioria de nós somos pessoas normais, nem muito feias, nem muito bonitas, nem muito pobres, nem muito ricas, muitos de nós somos pessoas tristes, pelo menos em alguns momentos. Mas nós só queremos as pessoas que são muito bonitas, extraordinárias e que aparentam ter uma vida "perfeita". As pessoas tem dificuldades para adequar as expectativas que elas tem de um namoro para o que realmente é.
submitted by loveforwho to desabafos [link] [comments]


2019.01.16 12:05 chairdeira Estresse demais no trabalho, tudo perfeito nos outros aspectos da vida.

Bom dia, num primeiro momento peço desculpas pelo desabafo, mas preciso expor aqui minha angustia e ansiedade.
Do ponto de vista de um espectador, minha vida vai muito bem. Assumi um cargo de encarregado na empresa com direito a aumento de salário e os negócios vão bem com bastante demanda pelos serviços ofertados na empresa. A família é saudável, sem problemas "de família". Meu namoro vai firme e forte, não tenho dúvidas de que estou com uma pessoa que amo e que me ama. Minha saúde está bem, frequento a academia e pratico exercícios físicos, me alimento de maneira bastante saudável.
Porém, ah porém. O estresse no trabalho está atingindo um nível que nunca passei antes. A alta demanda está fazendo com que eu seja cobrado e criticado por todas as partes; clientes, subordinados e chefia. Recentemente recebemos duas notificações judiciais, uma de um ex-funcionário (que ocupava meu cargo na empresa) e que abriu uma empresa concorrente (roubou informações sigilosas bem como prejudicou a empresa frente aos clientes nos últimos 6 meses em que esteve aqui) e a outra de um funcionário problemático que ainda está trabalhando aqui. Outros pontos que influenciam no estresse são ligações fora de hora (finais de semana, de manhã cedo e à noite), a falta de compaixão da chefia (exige muito de todos e desmerece quando as pessoas possuem problemas pessoais), os funcionários que não apresentam interesse em cooperar para o bom andamento do serviço (corpo mole, reclamações, etc) e o clima de chuva aqui da região atrapalha o andamento do serviço e causa mais imprevistos e correrias. O estresse só tem aumentado dia após dia.
O meu maior medo é o seguinte, tudo, para além do trabalho, está dando certo. Estou começando a ficar apavorado que no momento que eu tiver algum problema de saúde, algum desentendimento com família ou namorada, a coisa possa desandar e minha cabeça se perder de vez. Tenho medo de estar desabafando demais com a namorada e não expondo minha insatisfação dentro da empresa o suficiente, o que pode causar incômodos para todas as partes envolvidas. A ansiedade e o medo estão me fazendo ficar com cara de cu o dia todo, até mesmo com colegas e familiares que são gente boa comigo, meu papel dentro da empresa deveria ser de incentivar e manter uma boa moral, porém está difícil e sinto que cada vez mais estou me afundando e não vejo a possibilidade de boas notícias (a princípio está tudo dando certo) de levantarem meu ânimo. O que vai acontecer comigo quando algum outro aspecto da minha vida tiver algum problema? Será que vou colapsar? Entrar em crise? Fazer alguma merda?
Queridos amigos do brasil, alguém tem alguma sugestão de como lidar?
P.S. Se ajuda a entender a situação, a empresa é familiar (faço parte da família) e a chefia é parente.
não li nem lerei: estresse enorme no trabalho está me deixando mal da cabeça, estou preocupado com o que pode acontecer comigo.
submitted by chairdeira to brasil [link] [comments]


2018.12.23 18:20 edesio11 Não tenho motivos para continuar vivendo

Estou desabafando pra vocês pois acho que preciso de ajuda, nunca comentei nada sobre isso com ninguém.

Tenho 19 anos. Quando pequeno, sempre fui um garoto caseiro, jogava muito videogame então raramente saia com uns amigos, sempre fui tímido também. Com o passar dos anos, a falta de contato com eles e minha timidez me afastou um pouco da sociedade, enquanto o pessoal se divertia eu sempre fiquei em casa, então a partir dos 14, 15 anos, o pessoal foi se divertindo, começaram a namorar, perderam a virgindade, e eu continuei a mesma criança de sempre, hoje estou prestes a fazer 20 anos, ainda BV, não sei me comportar como adulto com mulheres e amigos, tenho vergonha de sair por causa disso, até tenho amigos, sei que sou visto como uma pessoa legal, "gente boa", mas ao mesmo tempo todos me veem como um fracassado, que ainda é virgem, não sai com amigos nem nada.. Meus únicos amigos próximos hoje são uns amigos do meu estágio, todos sabem que sou virgem/BV, pois eu brinco com isso e falo como se não eu não ligasse pra isso, mas no fundo penso nisso todos os dias.. Basicamente tenho vergonha de sair de casa porque não sei viver na sociedade, não tenho experiências legais pra dividir, o pessoal começa a conversar sobre namoro, sexo, e tal e eu já me sinto mal, pois não tenho o que falar.. Hoje eu só saio pra trabalhar e fico em casa o dia inteiro, fico no pc jogando, assistindo vídeos, ouvindo música, mas já estou enjoado de tudo isso, me deito várias vezes ao dia por tédio, pensando em como joguei minha vida no lixo. Ano passado entrei em uma faculdade, mas saí no começo desse ano. Desde o ensino médio, eu parei de apresentar seminários, mesmo ficando sem nota, pois eu tinha vergonha de falar em público por ter vergonha, não só a vergonha de falar em público, mas a vergonha de mim, como pessoa. Eu sabia que não ia conseguir fazer tcc por esses motivos, e também não me identifiquei com o que escolhi, por isso saí. Mas não me desmatriculei pra poder continuar no estágio. Faço estágio em uma escolinha infantil, o que foi uma experiência espetacular pra mim.. Me apeguei muito as crianças, e isso me motivou bastante.. E eu me divirto bastante com o pessoal do trabalho.. Está tudo meio confuso na minha explicação, acredito.. Eu faço amizades fácil, me divirto com os outros estagiários e funcionários da escola, brinco bastante, (tirando um dos estagiários, são todos acima de uns 28 anos.) Todos me consideram bastante, mas todos sabem que sou aquela pessoa virgem, que não sai de casa, acredito que imaginam que sou depressivo e tal.. Sei lá, eu to escrevendo tudo que vem na minha mente, o que eu penso eu escrevo, talvez esteja repetindo algumas coisas ou sei lá.. Enfim, agora estou de férias, então eu to todo dia em casa sem fazer nada, tento escapar as vezes, ir na casa da minha mãe e o marido dela, mesmo não gostando muito dele, tudo pra escapar dessa minha solidão.. Estou sem ambições, acredito que nunca vou ficar ou namorar com ninguém, também não tento pois tenho vergonha de não saber beijar, transar.. Não tenho vontade de fazer faculdade, por vergonha de conviver entre os jovens sendo quem sou, também pelo motivo do tcc, que sei que não vou conseguir fazer.. Não tem algo que me motiva a viver, as vezes tenho medo de isso tudo piorar e eu ter coragem de cometer suicídio, não quero fazer isso pois eu penso na minha família e sei como ela ficaria mal com isso, sei que se isso acontecesse poderia deixar meus pais depressivos e tal, não sei.. Como diz a música do supercombo, estou vivendo no "piloto automático", só fazendo o que tenho que fazer sem nenhum motivo pra viver. Sei que isso tudo pode parecer frescura, mas eu realmente estou mal e sinto que estou perdendo minha vontade de viver.
submitted by edesio11 to brasil [link] [comments]


2018.10.08 15:08 jogarfora2 Um pouco perdida

Nem li nem lerei: não suporto mas morar com meus pais, mas não tenho o que fazer, a não ser aguardar e olhe lá.
Cresci no meio de um casamento ruim e tóxico dos meus pais, tenho 24 e ainda moro com eles. Escutei e passei poelr situaçoes que não deveria desde que me lembro por gente.
Quando tinha uns 5 anos tive que ir ver uma menina que era um pouco mais velha que eu, minha mãe ficava falando que era filha por fora do meu pai e que estavam interagindo pq estava sendo feito teste de DNA, acabou que não era filha. As vezes minha mãe me levava na rua da casa da amante do meu pai e ficava apontando pra casa mostrando qual era e me falando, até hoje lembro o nome da mulher que era Rosane. Dentre outras situações ruins.
Eles só viviam brigando, a ponto de se agredirem, nunca se deram bem e até hoje não se dão, eles tem uma casa de praia há 12 anos e até hoje só foram passar um fds juntos uma única vez, que foi esse ano pra poder arrumar a casa. Eles não se aturam, não fazem nada juntos tem muitos anos, só vivem reclamando de como as pessoas são ruins. Ficaram juntos pra manter a aparência social, "o que as pessoas vão pensar de mim se for separada?" Dizia minha mãe. Quando eles ficam juntos em frente de casa conversando com os outros, ficam de braços dados, tenho uma raiva disso, as pessoas nem imaginam que eles vão chegar em casa e começar a se ofender.
Eles sempre foram controladores também, até hoje não consigo comprar uma calcinha sem que minha mãe queira dar um palpite, se eu vou ao varal de roupa pegar minha toalha pra tomar um banho tenho que ouvir "vai tomar banho?", Se vou a cozinha escuto um "tá fazendo o que? Vai comer?" Isso quando minha mãe não aparece do lado pra ver se eu tô pegando a comida direito, toda vez que chego em casa escuto também um "jogarfora, já chegou?" Se desço as escadas também é um vai fazer o que, se medo nas minhas coisas é um tá fazendo o que?
Além do fato da minha mãe mexer nas minhas coisas quando saio de casa(ela faz isso com minha irmã, ela disse que quando saio mexe nas minhas coisas tbm), detesto isso, tive que ouvir um "s então esconde nada, vou mexer mesmo" Ela nunca teve tempo pra nada, viveu para o trabalho, sempre ouvi um "não tenho tempo ou estou cansada", ela aposentou um horário e as respostas são as duas mesmas de sempre. Meu pai é outro, extremamente porco, chega em casa da rua com as mãos sujas e vai colocando as mãos na panela, levanta a tampa do vaso e consegue fazer xixi na privada, na tampa e ainda no chão, não limpa nem desce a tampa. Tem uma lição de moral pra tudo, pra tudo mesmo, recebi lição de moral em como abrir um portão. Essas e outras manias que já não suporto mais.
Único assunto que sempre souberam conversar comigo?? Só sobre estudos. Hoje eles se perguntam porque não converso direito com eles, parece que o casamento tóxico e ruim que cresci no meio não existe nem nunca existiu. Cheguei um ponto que a maioria das coisas respondo um "AHAM"
Arrumei um namorado que era pobre e que não tinha nem onde cair morto, pedi pra ele fazer um curso e ele fez, pedi pra trabalhar na empresa tal e fez também, ajudei a comprar uma moto pra se locomover bem, felizmente cresceu na vida, isso de 7 anos de namoro tem um ano e meio que conseguiu subir na vida. Antes as pessoas me falavam que eu deveria largar pq ele não queria saber de nada, mas insisto nele e deu certo, fora a cara de bunda da minha mãe pq ele era pobre, que tive que aturar.
Eu vou me formar esse ano e vai demorar pelo menos, no mínimo, mais um ano pra eu conseguir começar a ganhar dinheiro, enquanto isso vou ter que continuar morando com meu pais pq preciso de ajuda financeira.
Contei minha história pro meu namorado e confesso que as vezes jogo indireta pra ele me tirar de casa, mas o que escuto é "não posso fazer nada" Confesso também que pensava que ele me salvaria dessa se eu ajudasse, mas uma parte do emprego que ele conseguiu não deu certo, só vai dar daqui uns 5 anos ainda. Fora que não sou o tipo de mulher que o homem sustentaria né. Se bobear daqui um tempo ele me troca porque escolhi um curso saturado e sabe se lá se vou conseguir trabalhar de profissional liberal e ganhar algum dinheiro. Ele sempre fica impressionado quando no trabalho dele engenheiro tal é casado com engenharia tal, juíza tal é casada com funcionário público de tal órgão, da a entender que ele quer a mesma coisa pra ele. Vou ficar chateada se me trocar, mas vou fazer o que, nada, esse é o ideal de relacionamento que ele quer, não posso culpa lo.
Não sei do que vim atrás e acho que ficou tudo bem embaralhado, desculpa. Palpites são bem vindos
submitted by jogarfora2 to desabafos [link] [comments]


COISAS QUE ACONTECEM NO ESCRITÓRIO - YouTube PEDIDOS DE NAMORO... PEDIDO DE NAMORO FINALMENTE PERFEITO!! (MARIA VENTURE E ... Grupo Funcionarios No Te Vayas - Me Llenaste de Amor - Amarga Pena CONTRATO DE NAMORO  Vivendo Direito por Joana Guedes Chefe se disfarça de funcionário caso 1 - fantástico - YouTube Namoro Com Propósito - YouTube 4 meses de namoro !!! O PODER DO RELACIONAMENTO, NETWORKING - DINÂMICA QUEBRA ...

Todos os funcionários da Cinemateca Brasileira serão demitidos

  1. COISAS QUE ACONTECEM NO ESCRITÓRIO - YouTube
  2. PEDIDOS DE NAMORO...
  3. PEDIDO DE NAMORO FINALMENTE PERFEITO!! (MARIA VENTURE E ...
  4. Grupo Funcionarios No Te Vayas - Me Llenaste de Amor - Amarga Pena
  5. CONTRATO DE NAMORO Vivendo Direito por Joana Guedes
  6. Chefe se disfarça de funcionário caso 1 - fantástico - YouTube
  7. Namoro Com Propósito - YouTube
  8. 4 meses de namoro !!!
  9. O PODER DO RELACIONAMENTO, NETWORKING - DINÂMICA QUEBRA ...
  10. A melhor maneira de se pedir demissão

Coisas que todos nós que trabalhamos em escritório vivenciamos todo dia. De gente que morde a caneta a dificuldade de ir ao banheiro no trabalho, passando pe... 50+ videos Play all Mix - Grupo Funcionarios No Te Vayas - Me Llenaste de Amor - Amarga Pena YouTube Los Funcionarios - Cerquita de ti - Duration: 4:17. Grupo Funcionarios 4,585 views Nesta dinâmica vamos mostrar a importância do relacionamento. Assista, compartilhe e inscreva-se no canal. Quem topa com Cristo é top! ***** ADQUIRA JÁ AS CA... Você já ouviu falar em Contrato de Namoro? Então assiste esse vídeo em que eu te explico para que ele serve. ... 3 Tipos de Funcionários que Devem Ser Demitidos Imediatamente - Duration: 5:36 ... Acesse www.ecov.com.br e descubra que você não sabe de nada, e nem nós! É muita informação! Muito Humor! E a melhor seleção dos videos mais inteligentes da i... PEDIDO DE NAMORO FINALMENTE PERFEITO (MARIA VENTURE E GREGORY KESSEY) Espero que forem, nesse cifro pedi a maria Venture em namoro pela segunda vez após re... 7 MESES - NAMORO PERFEITO SONHO DE NAMORO - ADRY E JUAN 👫💘 - Duration: 3:15. Adry & Juan 257,385 views. 3:15. 6 Meses de namoro 😍 - Duration: 2:31. Nossa missão é ensinar princípios e valores para a edificação de namoros saudáveis que gerem casamentos firmes e inabaláveis. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. ELE PENSOU QUE ELA IRIA ACEITAR PEDIDOS DE NAMORO QUE NÃO DERAM CERTO // FORA. #5 - Duration: 4:00. Vanessa Online 44,934 views. 4:00. When Judges Can't Stop LAUGHING ...